Se reside no estrangeiro, tem Cartão de Cidadão e mudou a sua residência, deve:

  • Alterar e confirmar a morada associada ao cartão de cidadão até 10 de janeiro de 2024 em https://eportugal.gov.pt/) ou presencialmente no Consulado-Geral.

EXERCÍCIO DO DIREITO DE VOTO

Se está recenseado no estrangeiro, pode exercer o seu direito de voto por via postal ou presencialmente, no posto consular da sua área de residência. Se pretende votar presencialmente, deve manifestar essa intenção até 10 de janeiro de 2024. O voto presencial realiza-se a 9 e 10 de março. Se não optar pelo voto presencial, irá receber na sua morada a documentação para o voto postal.

Se está recenseado em Portugal, mas deslocado temporariamente no estrangeiro, pode votar presencialmente no Consulado-Geral, entre 27 e 29 de fevereiro, nas seguintes situações:

- Esteja deslocado no estrangeiro por inerência do exercício de funções públicas ou funções privadas.

- Esteja deslocado no estrangeiro em representação oficial da seleção nacional, organizada por federação desportiva dotada de estatuto de utilidade pública desportiva.

- Seja estudante, investigador, docente ou bolseiro de investigação e estiver deslocado no estrangeiro em instituição de ensino superior, unidades de investigação ou equiparadas reconhecidas pelo ministério competente.

- Seja doente e esteja em tratamento no estrangeiro.

- Viva ou acompanhe os eleitores acima mencionados.

O ABC do Eleitor no estrangeiro. Consulte Aqui.

Consulte as perguntas frequentes constantes da página da Comissão Nacional de Eleições:

Perguntas Frequentes: Recenseamento / Direito de Voto no estrangeiro

Perguntas Frequentes: Voto antecipado no estrangeiro

Perguntas Frequentes: Votação no estrangeiro

  • Partilhe